Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mais Portugal Turismo

Nosso intuito é divulgar Portugal de forma a torná-lo ainda mais conhecido por nossa gente, e internacionalmente através da sua história, arquitetura, gastronomia, belezas naturais e manifestações culturais.

Mais Portugal Turismo

Nosso intuito é divulgar Portugal de forma a torná-lo ainda mais conhecido por nossa gente, e internacionalmente através da sua história, arquitetura, gastronomia, belezas naturais e manifestações culturais.

Nazaré (Portugal)

24.04.18 | TZLX

A Nazaré é uma vila portuguesa, do distrito de Leiria, sede do concelho homónimo, com cerca de 10 300 habitantes. Situada na província da Estremadura integrando a Comunidade Intermunicipal do Oeste na região do Centro. Faz parte da Região de Turismo do Oeste.

O actual espaço urbano da vila aglutina três antigos povoados, Pederneira, Sítio da Nazaré e Praia da Nazaré e novos bairros da segunda metade do século XX, como a Urbisol ou o Rio Novo, surgidos em consequência da expansão natural dos três núcleos primitivos. (P.D.M., 1997).

A vila é sede de um pequeno município com 82,43 km² de área e 15 158 habitantes (2011), subdividido em 3 freguesias. O município é rodeado a norte, leste e sul pelo concelho de Alcobaça e a oeste confina com Oceano Atlântico.

História

O município, e a freguesia designaram-se Pederneira até 1912, ano em que, por lei, o topónimo foi alterado para Nazaré . O antigo concelho da Pederneira teve foral, em 1514, dado por D. Manuel I, e esteve integrado nos coutos de Alcobaça.

A Pederneira, actualmente um dos bairros da vila da Nazaré, mantém ainda o edifício dos antigos Paços do Concelho, o pelourinho, a igreja Matriz de nossa Senhora das Areias e a igreja da Misericórdia, como testemunhos da sua antiga condição de vila sede de concelho.

O topónimo Nazaré está intrinsecamente ligado à Lenda da Nazaré.

Ao longo do século XX, a Nazaré evoluiu progressivamente de uma vila piscatória para uma vila dedicada ao turismo, tendo sido um dos primeiros pontos de interesse turístico internacional em Portugal. A indústria do turismo é hoje um dos principais empregadoras da vila.

Faz parte da tradição nazarena o uso de sete saias pelas suas mulheres. A explicação não é consensual, mas está intimamente ligada à faina: as nazarenas tinham o hábito de esperar os maridos e filhos, da volta da pesca, na praia, sentadas no areal, passando aí horas em vigília. Usavam as várias saias para se cobrirem, as de cima para proteger a cabeça e ombros da maresia e as restantes para tapar as pernas

As sete saias das mulheres e a camisa de flanela e barrete preto dos homens atraíram, durante os anos 50 e 60, do século passado, nomes como Lino António, Jorge Barradas, Stanley Kubrick ou Cartier-Bresson, que documentaram, em pintura e fotografia, o dia-a-dia do povo nazareno

É hoje impossível falar da Nazaré sem referir o recorde mundial da maior onda já surfada, de 30 metros, estabelecido por Garrett McNamara, na Praia do Norte, em Novembro de 2011

O casario e a praia da vila de Nazaré vistos do S

 O casario e a praia da vila de Nazaré vistos do Sítio da Nazaré

Santuário de Nossa Senhora da Nazaré localizado

Santuário de Nossa Senhora da Nazaré localizado no Sítio.

Representação do milagre de Nossa Senhora da Naz

Representação do milagre de Nossa Senhora da Nazaré a D. Fuas Roupinho.

Forte São Miguel, Nazaré.jpg

Forte São Miguel, Nazaré

As ondas gigantes da Nazaré (na Praia do Norte) g

Praia_do_Norte,_Nazaré,_Portugal_(33830450815).jp

Can_you_see_the_surfer _(33988985575).jpg

As ondas gigantes da Nazaré (na Praia do Norte) ganharam fama mundial e já estão inscritas no Livro do Guinness pelo surf.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.